segunda-feira, 27 de junho de 2005

?|?|1889-27|06|1970

5 comentários:

Marlon Brandão disse...

Só podes estar a brincar!

Se quiseres, posso ajudar-te a encontrar datas de falecimento de outros simpáticos ditadores, como Mussolini, Hitler, Staline, Mao Tze Tung, Pol Pot, e tantos outros de eterna saudade.

Humberto Delgado disse...

Este blogue começa a passar da brincadeirinha ignorante para a estupidez de cátedra.

Anónimo disse...

24/16/1966

"O essencial é ter pronta a Ponte. Vi num estudo que lhe tinham posto o meu nome, e isso não pode ser, como expliquei ao senhor ministro das finanças. Se não há melhor, é chamar-lhe Ponte de Lisboa. Durante séculos será seguramente única. Pontes do Tejo, temos já várias."

26/07/1966

"Acompanhei o ministro Arantes Oliveira numa visita à Ponte. Vi o meu nome inscrito em letras de bronze. Perguntei:
As letras estão fundidas ou simplesmente aparafusadas? é que se estão fundidas no bloco de bronze vão dar depois muito mais trabalho a arrancar..."

15/08/1968

"no dia em que eu abandonar o poder, quem voltar os meus bolsos do avesso, só encontrará pó."

in "O Diário de Salazar"

se esses srs. fossem como Salazar, as coisas q se passaram ñ teriam sido más como foram. Ao contrário do q se diz, Salazar modernizou o país e construiu escolas nas zonas + remotas do país. Logicamente q existe 1 desgaste qd se está muito tempo no poder, mas não reconhecer as qualidades q ele teve, é cegueira e estupidez.
Srs de esquerda e comunistas em geral:
pq ñ deitaram a Ponte abaixo, como fizeram com quase todos os símbolos do Estado Novo? ou o IST...
A revolução dos cravos podia ter sido 1 tragédia e só não foi, pq existiu gente com 1 pouco de caco.

Reconhecer as qualidades de 1 Homem q sempre pensou no país em detrimento do si próprio, não é vergonha nenhuma, assim como reconhecer os seus erros.

yagi

ps- foi ele q salvou os Alter-Real!!!

Ron disse...

Fosse esse senhor a gover o nosso país, e parece-me pouco provável que o Lebre fosse a casa de convívio alegre e livre que conhecemos e apreciamos.

A música pimba seria contra-cultura a escutar na marginalidade de caves.

Que saudades da PIDE...

Já é abusar...

Superminizinha disse...

Infelizmente, este blog ( ou será um instrumento de propaganda fascista? ) começa a ser apenas "mais do mesmo", a piadinha que chegou a ter graça agora é um marasmo, parece um cd com a mesma musica sempre no repeat. Perder o meu (pouco) tempo livre aqui começa a ser isso mesmo - perder tempo.